A importância da rastreabilidade de produtos na logística

Todos os anos, R$ 130 bilhões deixam de ser investidos na produção industrial em função dos roubos registrados no país, de acordo com estimativa da CNI (Confederação Nacional da Indústria). Com tantos prejuízos houve a necessidade de acompanhamento dos produtos das empresas. E é por isso que vamos falar da rastreabilidade.

Rastreabilidade é definido como habilidade de poder rastrear determinado objeto. Ela surgiu da necessidade de identificar a localização de um produto - dentro da cadeia de suprimentos, pois isso ajuda nos padrões de controle de qualidade. Atualmente, para algumas empresas, esse serviço chega a ser uma exigência legal, como é no caso de segmentos farmacêuticos.

A confiabilidade e qualidade dos produtos é uma característica marcante e fundamental para a construção de uma boa imagem em uma empresa. O acompanhamento rígido da cadeia de suprimentos se tornou tendência global, principalmente pela sua eficiência no momento de resolução de eventuais defeitos em um produto.

O rastreamento manual não se mostrou eficiente no momento de resolução de eventuais defeitos em um produto, com isso, empresas buscam um lugar à frente das concorrentes através da velocidade na correção de seus problemas.

Como funciona a rastreabilidade de produto

A rastreabilidade de produtos pode ser feita de diferentes formas, tendo como base a origem da matéria-prima, a produção e o destino da mercadoria.

De forma geral, para desenvolver um programa de rastreabilidade é necessário primeiramente desenvolver um mapa de dados, no qual será definido o tipo dos dados a serem rastreados automaticamente.

Alguns desses métodos são operados em um sistema de gestão, como:

Gestão de estoque

Os códigos de barras são figura carimbada quando o assunto é gestão de estoque! As barrinhas monocromáticas economizam muito tempo no acompanhamento das entradas e saídas em seu estoque, dispensando a necessidade de digitação de todos os números por um funcionário. Elas são impressas com código de barras ou 2D e são mais simples e fáceis de aplicar, podendo, inclusive, ser impressas internamente em equipamento próprio.

Etiqueta RFID

Uma das tecnologias disponíveis no mercado utiliza a etiqueta RFID. O termo RFID significa Radio Frequency Identification, ou seja, Identificação por Radiofrequência. Seu funcionamento é baseado em sensores que são acionados sempre que um objeto registrado é identificado.

Uma das principais vantagens desse sistema é a capacidade de analisar o inventário em tempo real. Essa função é possível por meio do auxílio nas funções de recebimento, separação, movimentação e armazenamento tanto no distribuidor como dentro de armazéns. A etapa final de expedição para o cliente também pode ser controlada dentro dos mercados.

Ao realizar o transporte de um determinado número de produtos, é possível gravar no portador de dados do pallet a quantidade e a categoria do produto transportado. Evitando perdas e organizando a intralogística de forma ágil e prática.

 

Kanban eletrônico

O Kanban é um sistema que foi desenvolvido com o intuito de administrar o fluxo de produção a partir de cartões de sinalização por meio de ordens de pedido de entrega ou requisição de materiais relativos à linha produtiva de um determinado setor. O processo de sinalização é automático de modo que possa ser possível mapear o movimentos dos insumos.

O Kanban Eletrônico é responsável por realizar as ordens de pedido e ainda informa quando uma matéria prima está prestes a atingir o seu prazo de validade. Por exemplo, ele pode automaticamente detectar essa situação e determinar que esse material seja utilizado na frente dos demais. Portanto, esse sistema também ajuda na administração correta, tanto quanto possível, dos recursos existentes.

Por quê rastrear?

Imagine um grande e dinâmico volume de vendas, entregas descentralizadas e prazos apertados. Mesmo que a equipe seja altamente qualificada, um processo manual pode acarretar erros de processamento e falha humana na hora de separar as entregas.

As tecnologias de rastreabilidade devem ser uma fonte de dados que registra todos os elos da cadeia produtiva. Sua função é acompanhar cada movimento que os lotes de alimentos realizam em cada etapa.

Existem dois aspectos básicos que impulsionam a rastreabilidade:

Atendimento à legislação e inovação. As regulamentações legais para a segurança do alimento, gradativamente, evoluem para melhores controles sobre potenciais riscos à saúde da população. A rastreabilidade permite identificar os processos e o caminho do alimento, permitindo agilidade e assertividade para ações de correção.

A inovação é o outro aspecto associado a rastreabilidade, pois possibilita à cadeia de abastecimento compartilhar a história do alimento, entregando, caso deseje, informações como por exemplo:

·         Origem e trajeto percorrido pelo alimento;

·         Características nutricionais;

·         Informações acerca da produção (plantio, colheita, defensivos)

·         Informações de armazenamento;

·         Certificações e selos de qualidade.

Como os estágios produtivos são mapeados, a empresa tem maior credibilidade perante os clientes e oferece transparência em seus processos.

É preciso expandir a aplicação dessa tecnologia, pois a adoção de métodos de rastreamento automatizados e como dissemos promove a prevenção de falhas e perdas da produção. Além de tornar o consumidor o centro da atenção e ofertar um canal de comunicação eficiente por meio das informações nas embalagens, a rastreabilidade pode colaborar para a atração e fidelização dos clientes.

O investimento em sistemas de gestão e equipamentos para a rastreabilidade de produtos são vitais também para aumentar a segurança dos processos e a margem de lucro.

A empresa que se propõe a investir em um sistema integrado e tecnológico tende a conquistar um público maior pela adequação às inovações e praticidades.

Agora que você já sabe quais são as principais vantagens de se fazer o rastreamento de carga, é hora de aprender as melhores práticas para o controle de estoque.

 




Deltacooper

Fundada em 13 de setembro de 2000, a Deltacooper está entre as mais conceituadas cooperativas de trabalho para o setor de logística e transporte.


Saiba mais